Procurando definição para 'anime filantrópico'


Páginas (3): 1 2 3 Próximo »
28 respostas neste tópico
 #1
Anime filantrópico. Sim eu sei muito bem o que quer dizer mas classificar um anime como filantrópico não é muito subjetivo? Digo, aqui no brasil mesmo as novelas da globo são muito bem produzidas e gastam uma grana, alem terem 1ep. por dia e mesmo assim não se vende BD de novela (não que eu saiba, só me lembro de ter vendido presença de anita e mesmo assim porcausa da sacanagem). O mesmo não vale para os animes? No japão não existe uma forma de medir a popularidade/qualidade de um anime com um sistema tipo o IBOPE aqui do brasil? Dizer que um anime fez sucesso ou não e calcular a possibilidade de uma nova temporada baseado nas vendas é realmente o mais correto ou será que se leva em conta a audiencia e o quanto o anime gerou com propaganda e afins?
Resolvi perguntar isso hoje não sei muito bem porque, acho que não tenho um definição muito solida de animes filantrópico na minha mente ainda.
O maior motivo pra se comprar os BDs não seria assistir sem censura(sei que não é o único)? E se o anime não tem censura, talvez o publico alvo simplesmente grave a transmissão com uma qualidade boa e não esteja afim de comprar o BD porque já possui o mesmo conteudo em casa.
Responder
 #2
Posso estar enganado, mas acredito que o que sustenta o mercado japa é justamente a vendas dos BDs. Melhor forma de vender? Picote o TV até o talo e mais além.
Tem anime que mesmo vendido muito, não teve outros temporadas sabe-se lá porque. Um exemplo mesmo é Spice & Wolf.
Responder
 #3
(17/08/2014, 18:39)Knuckles Escreveu: Tem anime que mesmo vendido muito, não teve outros temporadas sabe-se lá porque. Um exemplo mesmo é Spice & Wolf.

Mas aí no caso não seria falta de material? Sei lá...
Responder
 #4
(17/08/2014, 18:39)Knuckles Escreveu: Posso estar enganado, mas acredito que o que sustenta o mercado japa é justamente a vendas dos BDs. Melhor forma de vender? Picote o TV até o talo e mais além.
Tem anime que mesmo vendido muito, não teve outros temporadas sabe-se lá porque. Um exemplo mesmo é Spice & Wolf.

É um dos motivos da minha duvida, mesmo vendendo bem não teve continuação. Pode ser o caso de que o anime teve muitos fans realmente fervoros que compraram os BDs mas no geral não agradou o resto do publico, mas isso é só minha especulação.
Responder
 #5
(17/08/2014, 18:23)BlackIce Escreveu: Anime filantrópico. Sim eu sei muito bem o que quer dizer mas classificar um anime como filantrópico não é muito subjetivo?

Nem tanto.

(17/08/2014, 18:23)BlackIce Escreveu: Digo, aqui no brasil mesmo as novelas da globo são muito bem produzidas e gastam uma grana, alem terem 1ep. por dia e mesmo assim não se vende BD de novela (não que eu saiba, só me lembro de ter vendido presença de anita e mesmo assim porcausa da sacanagem).

Novela dá lucro via merchandising durante a novela e propagandas nos intervalos na novela, assim como qualquer outro programa de TV que não se sustente vendendo BDs. Ou tu acha que jornal se sustentaria vendendo BD?

(17/08/2014, 18:23)BlackIce Escreveu: O mesmo não vale para os animes? No japão não existe uma forma de medir a popularidade/qualidade de um anime com um sistema tipo o IBOPE aqui do brasil? Dizer que um anime fez sucesso ou não e calcular a possibilidade de uma nova temporada baseado nas vendas é realmente o mais correto ou será que se leva em conta a audiencia e o quanto o anime gerou com propaganda e afins?

Primeiro, os animes nem sempre são feitos pelos canais de TV. Quer dizer, a produtora compra o horário pra exibir o anime mas quem fica com os lucros sobre a propaganda é a TV, não a produtora. Logo o retorno com propaganda não interessa pra produtora.

A audiência dos animes focados para otakus é próxima de zero, logo ela não é relevante pra saber a popularidade de um anime pra otaku. Só serve pra mensurar popularidade de anime povão lá no Japão.

(17/08/2014, 18:23)BlackIce Escreveu: O maior motivo pra se comprar os BDs não seria assistir sem censura(sei que não é o único)? E se o anime não tem censura, talvez o publico alvo simplesmente grave a transmissão com uma qualidade boa e não esteja afim de comprar o BD porque já possui o mesmo conteudo em casa.

Não.

Vou colar aqui algumas coisas que postei lá no tracker há tantos anos que é da época que os BDs mal tinham surgido.

* Por que os otakus compram DVDs de animes?

Comprar um DVD de anime é uma declaração de sua dedicação ou admiração por um anime. Não tem nada a ver com você querer assistir o anime. Otakus não compram DVDs, compram declarações de fã. Quanto mais raro for um item, “mais fã” você será ao comprá-lo. Otakus compram produtos por 2 motivos: porque “precisam tê-los” (são “viciados” o suficiente para acharem isso) e “porque podem” (gastam o máximo de seu dinheiro mesmo cortando gastos “supérfluos” como comer, passear, vestuário, etc).

* Por que os DVDs no Japão são tão caros?

No Japão, as pessoas não têm espaço suficiente (nem hábito) para fazerem coleção de qualquer coisa, imagine de DVDs, que podem ser ripados e guardados em HD, ocupando muito - espaço físico. Como a maioria das pessoas prefere alugar os DVDs ou baixá-los da net (e mesmo assim alugá-los é caro, alguns DVDs são alugados por 12 reais ao dia), o preço dos DVDs aumentou para sustentar o mercado.

* Por que os DVDs de anime, em especial, são tão caros?

Porque aumenta o seu “valor de coleção”. Se eles fossem baratos e numerosos, não valeria a pena colecioná-los.

* Por que não diminuir os preços dos DVDs?

Quem quer só ver animes aluga os DVDs ou baixa da internet. Como já falei antes, mesmo as “pessoas normais e honestas” não têm interesse nenhum em comprar DVDs (falta de espaço para guardá-los), muito - colecioná-los. Empresas que investem em popularizar o preço dos DVDs, como o estúdio de hentais Pixy, acabam à beira da falência por falta de lucro. Não importa o quanto você baixe o preço de um DVD de anime, sempre haverá pessoas que não comprarão DVDs, por causa da facilidade de pirateá-los (e de obter seu conteúdo ilegalmente) e/ou alugá-los.

* Por que de vez em quando DVDs de anime têm “edições limitadas” e “edições padrão”?

Edições padrões aumentam o “valor” das edições limitadas. Se há uma edição pior do que outra, o fã comprará a melhor, pois isso é uma melhor “declaração de fã”. Os extras não importam tanto (em vários animes, os extras são só “livrinho de x páginas sobre o anime”). Só quando o fã realmente não tem dinheiro ou não acha tão importante no momento comprar DVD de anime X em edição limitada, ele compra a edição padrão. Algumas empresas inclusive não divulgam as vendas de suas edições padrão, pois elas costumam ser ínfimas em comparação às da “edição limitada”.

Exemplo: Kara no Kyoukai movie 1... em vários locais, como sites como o Cdjapan, não há mais a “edição limitada” para venda (“esgotou-se”)... mas quanto será que vendeu cada edição?

2008/05/21 68.028 unidades -> Fukan Fuukei Edição limitada
2008/05/21 11.219 unidades -> Fukan Fuukei Edição padrão

Quando certa edição de anime é muito rara, como Air BD, a noção de valor aumenta. Em algumas lojas ele estava sendo vendido por + de 500 reais, mas depois que a 1ª edição esgotou-se, pessoas começaram a vendê-lo no Yahoo Auctions por um preço 3x maior. Mas logo depois a 2ª edição do BD foi anunciada, e ela saiu em 11/2008, com nenhuma mudança em relação à 1ª edição, que possuía vídeo MPEG2 e serrilhado.

* Por que DVDs de anime possuem “extras somente para os primeiros 1K compradores?”

Novamente, para aumentar o “valor” do DVD. “Ninguém” compra edições sem estes extras. Muitas vezes as empresas limitam artificialmente determinado produto (“extras só pra quem comprar primeiro, comprem logo antes que acabe”), para aumentar as vendas e a “noção de valor”.

(17/08/2014, 18:39)Knuckles Escreveu: Posso estar enganado, mas acredito que o que sustenta o mercado japa é justamente a vendas dos BDs.

O mercado japa de anime/mangá não é sustentado só pelos BDs. Dependendo do anime, dar boost nas vendas da obra original ou vender merchan também ajuda.

(17/08/2014, 18:39)Knuckles Escreveu: Melhor forma de vender? Picote o TV até o talo e mais além.

Também não. Dragonar vendeu 0, Brynhildr também vendeu pouco, Dai Shogun também... posso citar mais de uma dezena de animes com alta censura no TV e que venderam pouco.

(17/08/2014, 18:39)Knuckles Escreveu: Tem anime que mesmo vendido muito, não teve outros temporadas sabe-se lá porque. Um exemplo mesmo é Spice & Wolf.

Um dos motivos pra não sair mais temporadas de um anime é uma falta de acordo entre os detentores dos direitos originais da obra. Foi por isso que, por exemplo, não saiu season 2 de Fruits Basket.
SousukeARX7, Shyboy, mandrake_ curtiram este post.
Responder
 #6
(17/08/2014, 18:44)Oiacz Escreveu: Spice & Wolf tem material até demais -q
Tem anime que vem só pra fazer propaganda do original... como NGNL e Oda no Yabou.
S&W pode ter sido um desses, só que com 2 temporadas.

Grande parte dos animes que lançam são meramente por propaganda da obra original, a quantidade de anime com final fake ou sem final é muito grande, certamente pra te forçar a comprar o mangá e etc.
Responder
 #7
(17/08/2014, 18:43)BlackIce Escreveu: É um dos motivos da minha duvida, mesmo vendendo bem não teve continuação. Pode ser o caso de que o anime teve muitos fans realmente fervoros que compraram os BDs mas no geral não agradou o resto do publico, mas isso é só minha especulação.

Um anime agradar "o resto do público" não importa, pois animes para otakus são feitos para nichos, não para público amplo. Inclusive os EUA estão começando a aprender com isso, deixando de lado os filmes pra público amplo e indo pras séries de TV com público mais restrito.
Responder
 #8
(17/08/2014, 18:53)Ash_ Escreveu: Grande parte dos animes que lançam são meramente por propaganda da obra original, a quantidade de anime com final fake ou sem final é muito grande, certamente pra te forçar a comprar o mangá e etc.

Mas mesmo que venha com final filler, ainda sim dá uma conclusão para o anime, o que é até... aceitável.
Mas casos como NGNL e Oda no Yabou, é propaganda óbvia. Concluir o arco e apresentar novo plot nos 5 últimos minutos...
Aí não é final aberto, é tudo aberto mesmo Icon_neutral
Responder
 #9
(17/08/2014, 18:48)rapier Escreveu: Primeiro, os animes nem sempre são feitos pelos canais de TV. Quer dizer, a produtora compra o horário pra exibir o anime mas quem fica com os lucros sobre a propaganda é a TV, não a produtora. Logo o retorno com propaganda não interessa pra produtora.

Essa talvez seja a resposta que eu estava procurando, segue o like Icon_e_wink
Responder
 #10
(17/08/2014, 18:57)Oiacz Escreveu: Mas mesmo que venha com final filler, ainda sim dá uma conclusão para o anime, o que é até... aceitável.
Mas casos como NGNL e Oda no Yabou, é propaganda óbvia. Concluir o arco e apresentar novo plot nos 5 últimos minutos...
Aí não é final aberto, é tudo aberto mesmo Icon_neutral

Não sei se esse tipo de final conte realmente como propaganda para a obra original. Pelo que eu vejo, o aumento nas vendas da obra original geralmente acontece no início do anime, e normalmente envolve todos os volumes da obra. Não faz sentido você fazer um final que adapte eventos que acontecerão futuramente com a intenção de fazer propraganda da obra original, se boa parte das pessoas que estão vendo o anime já as tem em mãos. Icon_lol
Responder
Páginas (3): 1 2 3 Próximo »

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes