Há post(s) esperando a moderação
Há tópico(s) esperando a moderação

Coringa


Páginas (4): 1 2 3 4 Próximo »
33 respostas neste tópico
 #1
[Imagem: 7osgmsC.png]

Ficha técnica:

Título: Coringa
Título original: Joker
Gêneros: Drama, Policial, Thriller
Diretor: Todd Phillips
Duração: 122 minutos
Data de lançamento: 31 de Agosto de 2019


Sinopse Filmow:  Gotham City, 1981. Em meio a uma onda de violência e a uma greve dos lixeiros que deixou a cidade imunda, o candidato Thomas Wayne (Brett Cullen) promete limpar a cidade na campanha para ser o novo prefeito. É neste cenário que Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) trabalha como palhaço para uma agência de talentos, com um agente social o acompanhando de perto, devido aos seus conhecidos problemas mentais. Após ser demitido, Fleck reage mal à gozação de três homens de Wall Street em pleno metrô. A atitude inicia um movimento popular contra a elite de Gotham City, da qual Thomas Wayne é seu maior representante.




Parece que esse filme do Coringa tá dando o que falar. Muitos elogios.
Responder
 #2
Joker

Fui ao cinema sozinha depois do trabalho pra sessão das 19h. Não me arrependo. Shopping de cidade do interior só tem 2 sessões legendadas, 19h e 22h. 22h ficava tarde pra mim, então teve que ser essa mesma.

Lá vem textão pq esse é o filme polêmico da vez. E que filme, sério.

Daqui pra frente tem SPOILERS do filme, se não quiser ser pego desprevenido pare por aqui.

[Imagem: gbrFREA.png]
Fui pra sala de cinema totalmente preparada psicologicamente para o que estava por vir.
Sim o filme é depressivo (triste level ultimate), é desconfortável, é violento. O silêncio mórbido imperava na sala, e a sessão estava cheia. Apesar do filme ser sobre um palhaço não há nada de engraçado aqui. Vc até ri de alguma cena ou outra, mas é mínimo.

O filme de Joker é um filme incel? Definitivamente não. Nada a ver. A crítica foi exagerada nesse aspecto ao meu ver, mas vou falar mais pra frente.

O que leva o Arthur Fleck a virar o Coringa?
Ele vai virar o famoso vilão do Batman em algum momento por óbvio, não é spoiler nenhum, isso aqui é um filme origem.

1) Transtornos Mentais
O nosso protagonista de Coringa - o Arthur Fleck - tem várias doenças. Uma delas é chamada de Afeto Pseudobulbar. Essa doença faz a pessoa rir ou chorar descontroladamente em momentos inoportunos, sem conseguir parar. É um transtorno mental grave. Somada a essa doença ele sofre de depressão e alucinações - ele se imagina em situações que nunca ocorreram.
Essa última doença dita um pouco as cenas do filme... você não sabe se ele está alucinando ou se é real. Só depois mostram pra vc.

2) Descaso da sociedade?
Não necessariamente a sociedade de Gothan ali falhou apenas com ele. Pelo que dá pra perceber do clima da cidade, muita gente tava passando dificuldade. Criminalidade em alta, pouco emprego, a cidade tem lixos e pragas por toda parte, os ricos ostentam como se vivessem num mundo paralelo e etc.
Mas sim ele é uma das vítimas: perde o emprego, apanha de graça, falha miseravelmente em ser um comediante (por causa de seus problemas mentais) e as verbas de assistência social são cortadas - o que impossibilita que ele continue seu tratamento psiquiátrico e consiga remédios.
O Coringa deixa claro no filme, quando ele se torna o vilão, que não é político e não está lutando por coisa alguma - luta de classes e etc. Ou seja, não é objetivo do personagem "massacrar essa sociedade que o oprimiu", mas ele causa essa histeria generalizada na população de Gothan, ainda que não intencionalmente.

3) Relacionamento com a mãe
De início pensamos tratar-se de um relacionamento saudável, a mãe parece ser a única que trata o filho bem e parece amá-lo muito. O Arthur faz tudo por ela no filme, leva comida, dá banho e etc.
O filme tem uma reviravolta lá na frente descobrimos que ela abusou psicologicamente e fisicamente dele na infância. O desfecho desse relacionamento é bem trágico.

4) Ele passa a gostar da violência e essa violência o faz ser reconhecido.
As primeiras vítimas do Coringa são 3 caras riquinhos que estavam batendo nele no metrô. Ele saca a arma e mata os caras num rompante de raiva. Depois que ele comete esse primeiro assassinato e não sente remorso algum, na verdade se sente até mais vivo, dai temos a virada de chave no filme. O pessoal de Gothan vê o "misterioso assassino palhaço" como alguém que "vingou os pobres e oprimidos".
"Agora eu existo" ele diz.

Esses 4 fatores somados ao meu ver, foram o que transformaram o Arthur no famoso vilão do Batman.

Agora vou comentar 2 assuntos que geraram polêmica nesse filme:

1) Incels? Falta de Afeto feminino?

Aqui é o ponto que discordo de quase todas as críticas que vi sobre o filme. O filme está longe de ser coisa de Incel, ao meu ver.
Existe uma personagem que é a vizinha do Arthur, e ele têm um crush nela. Mais tarde descobrimos que todas as cenas que ele compartilhou com ela são frutos da cabeça dele, ele imagina ela como sua namorada. Ele nem sequer chega a dizer pra ela o que sente então não existe rejeição amorosa alguma. Ela sente medo dele pq ele invade a casa dela e só. Ele nem chega a fazer nada com ela lá dentro.
O Plot com a vizinha serviu muito mais pra entendermos que ele sofre com alucinações e sim deseja um relacionamento. Mas em momento algum do filme ele começa a culpar mulheres em específico por suas mazelas ou falta de sexo. Ele não tem pensamentos misóginos ou coisa do tipo. Suas vítimas assassinadas no filme são quase todas homens.
Então não, não tem nada a ver com Incel, ao meu ver.

2) Terrorismo Branco?

Também discordo, mas nem tanto. 

O Coringa deixa claro que ele não está agindo com bandeira política ou ideologia alguma. Nesse ponto eu entendo que o que ele queria era apenas se sentir vivo e ser reconhecido por algum feito, mas em nada tem a ver com "lutar pelos fracos e oprimidos" ou "anarquismo" e etc. A questão é que suas ações acabam inspirando moradores da cidade e o caos se instala. As pessoas passam a ver nele o herói que vingou os pobres. Então ele realmente inspira pessoas nessa luta de classes, mesmo que de forma não intencional.

Essas pessoas de Gothan conhecem apenas o feito do Coringa assassino. Elas não conhecem o Arthur, o doente mental, o desempregado, o cara que apanhou. Pra alguém se identificar 100% com o Coringa mesmo é bem difícil. Teria que ter todas as características dele. Todas. "Ah mas a sociedade é uma bosta, ele foi vítima do sistema". Não é o primeiro filme que retrata isso, sejamos bem sinceros.

Acho que a mensagem do filme é muito mais: "Olhe para o próximo", "Não faça bullyng", "Seja solidário com quem tem doenças mentais", "Não dê armas de fogo para doentes mentais", "Não traumatize seus filhos pequenos", do que "hur dur o filme é sobre humanizar um vilão e inspirar violência".

Finalizando

Batman pra quem não sabe é meu super herói favorito. Eu li diversas HQ's do Batman, assisti quase todos os filmes do Batman (inclusive os dos anos 80 e 90), tenho o "A piada Mortal" em volume físico, e sou apaixonada por quase todos os vilões, mas pra mim a dinâmica do Batman com o Coringa é uma das melhores.

Sobre meu sentimento com o filme em si eu senti muito desconforto e tristeza assistindo, é verdade. Mas em algum ponto a avalanche de coisa ruim é tanta que eu nem senti mais. Só queria ver logo o desfecho óbvio.

Eu fiquei muito na expectativa pra saber se o Batman iria aparecer e não fiquei decepcionada com a forma que foi. Não vou contar como ele aparece, mas achei genial.

Apesar disso aqui não estar no mesmo multiverso da DC atual eu espero e muito que continuem, pq isso aqui foi um filme de origem muito foda. A atuação do Joaquim Phoenix não me decepcionou em nada. Eu ainda gosto mais do Coringa do Heath Ledger, só que é inegável que, em questão de atuação tá pau a pau, sério.

Enfim é isso. Desculpa o textão ai.

Não sei se postei no lugar certo... fiquei na dúvida se postava no "Universo DC" ou aqui... mas como ele está à parte do universo atual fiquei na dúvida.
Befire, gusyavoo, M3troid curtiram este post.
Responder
 #3
Também sou fã do Batman e tenho a HQ Piada Mortal.

Ansiosissímo pra ver esse filme do Coringa quando sair no xvideos ou em algum site torrent.
Responder
 #4
Vi hoje, pqp, esse filme é foda, tem 0% de filme de herói/aventura é mais um filme psicologico de construção/trajetoria de um personagem mostrando implicações e causas.

Um sujeito fudido, com uma vida de merda que pelas merdas vai evoluindo até virar um simbolo/vilao.

É um filme bem incomodo, multiplos sentimentos ao assistir.

(09/10/2019, 22:13)juno Escreveu:  Eu ainda gosto mais do Coringa do Heath Ledger, só que é inegável que, em questão de atuação tá pau a pau, sério.
Apesar de achar o Ledger foda, Phoneix deu uma destruída com uma caracterização bem mais complexa e trabalhada enquanto o Ledger era o vilão louco descontrolado.

Ledger me incomodava demais no filme do batma, ele podia a qualquer momento matar alguém sem mais ou menos. Phoneix sem violência já dava aquela aflição/incomodo na tela com o Coringa bizarro. Aquelas costas de tartaruga dele era foda  Icon_eek

De certa forma tirando o merda do Jared, a maioria mandou muito bem no papel,até aquele coringa do repelente de tubarões  Icon_lol
Responder
 #5
Joker completo no xvideos. kkkkk.

vi semana passada no cinema. Filmasso.

Esse artigo no LinkedIn achei bem legal.
Responder
 #6
(09/10/2019, 22:13)juno Escreveu: Joker

Fui ao cinema sozinha depois do trabalho pra sessão das 19h. Não me arrependo. Shopping de cidade do interior só tem 2 sessões legendadas, 19h e 22h. 22h ficava tarde pra mim, então teve que ser essa mesma.

Lá vem textão pq esse é o filme polêmico da vez. E que filme, sério.

Daqui pra frente tem SPOILERS do filme, se não quiser ser pego desprevenido pare por aqui.

Spoiler: Imagem  
[Imagem: gbrFREA.png]
Fui pra sala de cinema totalmente preparada psicologicamente para o que estava por vir.
Sim o filme é depressivo (triste level ultimate), é desconfortável, é violento. O silêncio mórbido imperava na sala, e a sessão estava cheia. Apesar do filme ser sobre um palhaço não há nada de engraçado aqui. Vc até ri de alguma cena ou outra, mas é mínimo.

O filme de Joker é um filme incel? Definitivamente não. Nada a ver. A crítica foi exagerada nesse aspecto ao meu ver, mas vou falar mais pra frente.

O que leva o Arthur Fleck a virar o Coringa?
Ele vai virar o famoso vilão do Batman em algum momento por óbvio, não é spoiler nenhum, isso aqui é um filme origem.

1) Transtornos Mentais
O nosso protagonista de Coringa - o Arthur Fleck - tem várias doenças. Uma delas é chamada de Afeto Pseudobulbar. Essa doença faz a pessoa rir ou chorar descontroladamente em momentos inoportunos, sem conseguir parar. É um transtorno mental grave. Somada a essa doença ele sofre de depressão e alucinações - ele se imagina em situações que nunca ocorreram.
Essa última doença dita um pouco as cenas do filme... você não sabe se ele está alucinando ou se é real. Só depois mostram pra vc.

2) Descaso da sociedade?
Não necessariamente a sociedade de Gothan ali falhou apenas com ele. Pelo que dá pra perceber do clima da cidade, muita gente tava passando dificuldade. Criminalidade em alta, pouco emprego, a cidade tem lixos e pragas por toda parte, os ricos ostentam como se vivessem num mundo paralelo e etc.
Mas sim ele é uma das vítimas: perde o emprego, apanha de graça, falha miseravelmente em ser um comediante (por causa de seus problemas mentais) e as verbas de assistência social são cortadas - o que impossibilita que ele continue seu tratamento psiquiátrico e consiga remédios.
O Coringa deixa claro no filme, quando ele se torna o vilão, que não é político e não está lutando por coisa alguma - luta de classes e etc. Ou seja, não é objetivo do personagem "massacrar essa sociedade que o oprimiu", mas ele causa essa histeria generalizada na população de Gothan, ainda que não intencionalmente.

3) Relacionamento com a mãe
De início pensamos tratar-se de um relacionamento saudável, a mãe parece ser a única que trata o filho bem e parece amá-lo muito. O Arthur faz tudo por ela no filme, leva comida, dá banho e etc.
O filme tem uma reviravolta lá na frente descobrimos que ela abusou psicologicamente e fisicamente dele na infância. O desfecho desse relacionamento é bem trágico.

4) Ele passa a gostar da violência e essa violência o faz ser reconhecido.
As primeiras vítimas do Coringa são 3 caras riquinhos que estavam batendo nele no metrô. Ele saca a arma e mata os caras num rompante de raiva. Depois que ele comete esse primeiro assassinato e não sente remorso algum, na verdade se sente até mais vivo, dai temos a virada de chave no filme. O pessoal de Gothan vê o "misterioso assassino palhaço" como alguém que "vingou os pobres e oprimidos".
"Agora eu existo" ele diz.

Esses 4 fatores somados ao meu ver, foram o que transformaram o Arthur no famoso vilão do Batman.

Agora vou comentar 2 assuntos que geraram polêmica nesse filme:

1) Incels? Falta de Afeto feminino?

Aqui é o ponto que discordo de quase todas as críticas que vi sobre o filme. O filme está longe de ser coisa de Incel, ao meu ver.
Existe uma personagem que é a vizinha do Arthur, e ele têm um crush nela. Mais tarde descobrimos que todas as cenas que ele compartilhou com ela são frutos da cabeça dele, ele imagina ela como sua namorada. Ele nem sequer chega a dizer pra ela o que sente então não existe rejeição amorosa alguma. Ela sente medo dele pq ele invade a casa dela e só. Ele nem chega a fazer nada com ela lá dentro.
O Plot com a vizinha serviu muito mais pra entendermos que ele sofre com alucinações e sim deseja um relacionamento. Mas em momento algum do filme ele começa a culpar mulheres em específico por suas mazelas ou falta de sexo. Ele não tem pensamentos misóginos ou coisa do tipo. Suas vítimas assassinadas no filme são quase todas homens.
Então não, não tem nada a ver com Incel, ao meu ver.

2) Terrorismo Branco?

Também discordo, mas nem tanto. 

O Coringa deixa claro que ele não está agindo com bandeira política ou ideologia alguma. Nesse ponto eu entendo que o que ele queria era apenas se sentir vivo e ser reconhecido por algum feito, mas em nada tem a ver com "lutar pelos fracos e oprimidos" ou "anarquismo" e etc. A questão é que suas ações acabam inspirando moradores da cidade e o caos se instala. As pessoas passam a ver nele o herói que vingou os pobres. Então ele realmente inspira pessoas nessa luta de classes, mesmo que de forma não intencional.

Essas pessoas de Gothan conhecem apenas o feito do Coringa assassino. Elas não conhecem o Arthur, o doente mental, o desempregado, o cara que apanhou. Pra alguém se identificar 100% com o Coringa mesmo é bem difícil. Teria que ter todas as características dele. Todas. "Ah mas a sociedade é uma bosta, ele foi vítima do sistema". Não é o primeiro filme que retrata isso, sejamos bem sinceros.

Acho que a mensagem do filme é muito mais: "Olhe para o próximo", "Não faça bullyng", "Seja solidário com quem tem doenças mentais", "Não dê armas de fogo para doentes mentais", "Não traumatize seus filhos pequenos", do que "hur dur o filme é sobre humanizar um vilão e inspirar violência".

Finalizando

Batman pra quem não sabe é meu super herói favorito. Eu li diversas HQ's do Batman, assisti quase todos os filmes do Batman (inclusive os dos anos 80 e 90), tenho o "A piada Mortal" em volume físico, e sou apaixonada por quase todos os vilões, mas pra mim a dinâmica do Batman com o Coringa é uma das melhores.

Sobre meu sentimento com o filme em si eu senti muito desconforto e tristeza assistindo, é verdade. Mas em algum ponto a avalanche de coisa ruim é tanta que eu nem senti mais. Só queria ver logo o desfecho óbvio.

Eu fiquei muito na expectativa pra saber se o Batman iria aparecer e não fiquei decepcionada com a forma que foi. Não vou contar como ele aparece, mas achei genial.

Apesar disso aqui não estar no mesmo multiverso da DC atual eu espero e muito que continuem, pq isso aqui foi um filme de origem muito foda. A atuação do Joaquim Phoenix não me decepcionou em nada. Eu ainda gosto mais do Coringa do Heath Ledger, só que é inegável que, em questão de atuação tá pau a pau, sério.

Enfim é isso. Desculpa o textão ai.

Não sei se postei no lugar certo... fiquei na dúvida se postava no "Universo DC" ou aqui... mas como ele está à parte do universo atual fiquei na dúvida.

Achei o filme excelente.
Concordo com tudo que você pontuou.

Duas questões.
Nossa, não sabia que o Coringa era tão mais velho que o Bruce Wayne.
Achava que o pai do Bruce Wayne era mais "legal", mas gostei como as histórias do coringa e do bruce se cruzam aqui.

Quanto a atuação, pra mim vai ser difícil superar a do Ledger também, mas só vamos ter certeza quando ele fazer realmente o Coringa, pelas poucas cenas que vi nesse filme, ele tem potencial.
Responder
 #7
(10/10/2019, 20:24)gangrena Escreveu: Apesar de achar o Ledger foda, Phoneix deu uma destruída com uma caracterização bem mais complexa e trabalhada enquanto o Ledger era o vilão louco descontrolado.

Honestamente eu não consigo comparar muito bem ainda os dois.
No caso do Phoenix nós vimos muito mais do processo do que do resultado. E o do Ledger já é o resultado.

Em outras palavras:
O Ledger no Cavaleiro das Trevas já era o Coringa em 100% do filme.
O Phoenix é o Arthur em 80% do filme, Coringa mesmo só nos 20% finais.

Só vai dar pra comparar mesmo quando tivermos um filme do Batman com esse Coringa do Phoenix de vilão.
Pra mim boa parte do que torna o Coringa tão divertido é justamente a relação dele com o Batman, de ficar irritando ele, querendo torná-lo louco e etc.

Agora que já deu um tempo de estreia do Joker:

Spoiler: Joker (2019) - Batman aparece ou não?  
Ele ainda é o Bruce Wayne criança nesse longa (com uns 9, 10 anos). Eu acho que com o sucesso estrondoso que ta fazendo devem continuar com certeza. Vai ser foda, ainda mais pq o Coringa causou a criação do Batman indiretamente no filme, por causa do assassinato do Sr. e da Sra Wayne no meio daquele caos que ele criou. Chuto que, num período de tempo longo (vou chutar uns 10 anos talvez), o Coringa vai ficar fugindo e sendo capturado (incontáveis vezes) para o Asilo Arkham, pra dai dar tempo do Bruce virar o Batman.
Responder
 #8
(15/10/2019, 11:28)juno Escreveu:
Spoiler: Joker (2019) - Batman aparece ou não?  
Ele ainda é o Bruce Wayne criança nesse longa (com uns 9, 10 anos). Eu acho que com o sucesso estrondoso que ta fazendo devem continuar com certeza. Vai ser foda, ainda mais pq o Coringa causou a criação do Batman indiretamente no filme, por causa do assassinato do Sr. e da Sra Wayne no meio daquele caos que ele criou. Chuto que, num período de tempo longo (vou chutar uns 10 anos talvez), o Coringa vai ficar fugindo e sendo capturado (incontáveis vezes) para o Asilo Arkham, pra dai dar tempo do Bruce virar o Batman.

O negócio é que nesse ritmo o joker já vai ser um vilão super conhecido muito antes do Bruce ser o Batman, então quero ver quem vai caçar quem primeiro.
O certo seria o Batman ir atrás do joker e não o contrário.
Se bem que de acordo com os filmes anteriores, mesmo o coringa sendo uma pedra nas botas do batman, Gotham ainda tem problemas muito piores..
Responder
 #9
Criando tópico pra isso, deve ter futuro.
Responder
 #10
Spoiler: origem do coringa  
A teoria que vi por ai sobre a diferença de idade, já que o Coringa tem 40 e o batman 12 anos, sei lá, logo não teriam como lutar já que o Coringa seria idoso demais.

Na HQ parece que o Coringa na verdade sao 3 pessoas  Icon_eek  o que poderia dar certo com esse Coringa sendo um mentor de outro Coringo novo que lutaria com o Batma, alias poderia ser o Ledger e fazerem em computação um encontro entre ambos  Icon_eek
É 
Responder
Páginas (4): 1 2 3 4 Próximo »

Usuários visualizando este tópico: 2 Visitantes