Otona Joshi no Anime Time


Páginas (3): 1 2 3 Próximo »
21 respostas neste tópico
 #1
[Imagem: C9uYORT.jpg]

Ficha técnica:

Título: Otona Joshi no Anime Time: Kawamo wo Suberu Kaze
Título alternativo: Sinônimo: A Wind Skimming the River`s Surface, Otona Joshi no Anime Time - Kawamo wo Suberu Kaze | Japonês: 大人女子のアニメタイム「川面を滑る風」 | Abreviatura: -
Formato: Especial de TV
Gênero: Romance, Slice of life
Obra original: Light Novel
Público alvo da obra original: Josei
Editora (Label): -
Escrito por: Yuikawa Kei
Site oficial: http://www.nhk.or.jp/tamago/program/20110107_doc.html
Estúdio: The Answer Studio
Produtora: -
Diretor: Kawamata Hiroshi
Supervisor do script: -
Character Design: -
Data de estréia: 07/01/2011
Emissora: NHK
Número de episódios: 1
Maiores informações: [ Wikipedia (EN) | Wikipedia (PT) | MyAnimeList | AnimeNewsNetwork | AniDB]




São 4 curtas sobre mulheres de meia idade/jovem, baseados em pequenas histórias escritas por autoras diferentes. Assisti 2 episódios, puta merda, muito bom.

Dps eu coloco o cabeçalho.
Responder
 #2
Acho que já tentei ver uma vez um deles, sobre uma dona que chifra o marido com o padeiro porque sim.

Foi justamente o 1... bem, botar cabeçalho baseado nele.
Responder
 #3
(21/03/2016, 20:01)rapier Escreveu: Acho que já tentei ver uma vez um deles, sobre uma dona que chifra o marido com o padeiro porque sim.

Foi justamente o 1... bem, botar cabeçalho baseado nele.

Eu estou assistindo pela ordem inversa. Comecei pelo 4 e assisti o 3 depois.

O primeiro, 'Qualquer lugar menos aqui', é sobre uma dona de casa exausta da vida. A segunda é uma mulher de meia idade que vai numa reunião de ex-colegas tentando encontar o primeiro namoradinho. 

O primeiro é meio dramático e o segundo é muito engraçado.
Responder
 #4
Acho que já tinham comentado sobre esse anime recentemente aqui no fórum... só não lembro quem foi.
Responder
 #5
Assisti o 1 mas não vi o resto não lembro o motivo.
Responder
 #6
(22/03/2016, 17:51)Ton Escreveu: Assisti o 1 mas não vi o resto não lembro o motivo.

Que eu saiba os 3 seguintes saíram um bom tempo depois do ep. 1, logo deve ser por isso.
Responder
 #7
(22/03/2016, 17:57)rapier Escreveu: Que eu saiba os 3 seguintes saíram um bom tempo depois do ep. 1, logo deve ser por isso.

A diferença de lançamento entre os episódios foi de 3 a 6 meses.
Responder
 #8
Terminei hoje os dois últimos capítulos. O primeiro que assisti foi 'Kawamo o Suberu Kaze', que é sobre uma mulher que desenvolveu algum tipo de admiração por um rapaz que é aprendiz na confeteria do seu pai, isso no meio dos desejos dela de ter uma vida melhor, gera um desejo sexual pelo rapaz, que vai ser consumado dez anos depois. Cinco anos após isso, ela já casada com um homem que trabalha na América - que ela conheceu no seu trabalho e com um filho de 4 anos, volta para ver seus pais.

A infelicidade dela é de dar dó. Ela correu para ter uma vida dos sonhos e acabou num casamento falido, tendo como única felicidade o seu filho. 

O outro foi o 'Yuuge'. Basicamente, é uma mulher que foi criada de forma muito rígida, que se casou atráves de um casamento arranjado e que por causa da extrema infelicidade que passou durante todos os anos da vida dela, despiroca de vez e vai viver com um lixeiro, que vê ela mais como um bicho de estimação que cuida dele do que como uma mulher.

Puta merda, esse é muito denso. Os sentimentos dela, do amante dela e do marido são contraditórios e você só consegue imaginar que a vida é uma tragédia, mesmo que o final tenha um ar otimista.
Responder
 #9
(22/03/2016, 17:51)Ton Escreveu: Assisti o 1 mas não vi o resto não lembro o motivo.

Mesma coisa comigo, assisti aquele episódio na época e depois nada de aparecer os outros.
Agora que fui atrás não foi fácil de encontrar, tem pouca fonte.
 
(04/04/2016, 21:03)Lonely Escreveu: Terminei hoje os dois últimos capítulos. O primeiro que assisti foi 'Kawamo o Suberu Kaze', que é sobre uma mulher que desenvolveu algum tipo de admiração por um rapaz que é aprendiz na confeteria do seu pai, isso no meio dos desejos dela de ter uma vida melhor, gera um desejo sexual pelo rapaz, que vai ser consumado dez anos depois. Cinco anos após isso, ela já casada com um homem que trabalha na América - que ela conheceu no seu trabalho e com um filho de 4 anos, volta para ver seus pais.

A infelicidade dela é de dar dó. Ela correu para ter uma vida dos sonhos e acabou num casamento falido, tendo como única felicidade o seu filho. 

O outro foi o 'Yuuge'. Basicamente, é uma mulher que foi criada de forma muito rígida, que se casou atráves de um casamento arranjado e que por causa da extrema infelicidade que passou durante todos os anos da vida dela, despiroca de vez e vai viver com um lixeiro, que vê ela mais como um bicho de estimação que cuida dele do que como uma mulher.

Puta merda, esse é muito denso. Os sentimentos dela, do amante dela e do marido são contraditórios e você só consegue imaginar que a vida é uma tragédia, mesmo que o final tenha um ar otimista.

Esse segundo foi até leve.
A da solteirora foi meio constrangedor.
O último da mulher praticamente abandonada pela marido e filhos em casa, esse sim foi mais triste. Doeu ver a filha ir embora culpando a mãe pelos problemas dela mesma ao invés de ajudar a mãe. Se era a única na casa vendo a situação e pensando sobre ela por que não conversou e tentou ajudar? Absurdo, péssima filha. Pelo menos a mulher perdeu a paciência e melhorou um pouco no fim.
Responder
 #10
(24/04/2016, 00:15)PaninoManino Escreveu: Mesma coisa comigo, assisti aquele episódio na época e depois nada de aparecer os outros.
Agora que fui atrás não foi fácil de encontrar, tem pouca fonte.
 

Esse segundo foi até leve.
A da solteirora foi meio constrangedor.
O último da mulher praticamente abandonada pela marido e filhos em casa, esse sim foi mais triste. Doeu ver a filha ir embora culpando a mãe pelos problemas dela mesma ao invés de ajudar a mãe. Se era a única na casa vendo a situação e pensando sobre ela por que não conversou e tentou ajudar? Absurdo, péssima filha. Pelo menos a mulher perdeu a paciência e melhorou um pouco no fim.

Eu ri igual a personagem quando ela descobre que não transou com o verdadeiro. Ela transou pelo nome e pelas memórias, nem por ele em si. Valeu de qualquer forma, se você for pensar.

Sim, esse é triste mesmo.
Responder
Páginas (3): 1 2 3 Próximo »

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes