Há post(s) esperando a moderação
Há tópico(s) esperando a moderação

Mecânicas / Gameplay de JRPG


Páginas (3): 1 2 3 Próximo »
29 respostas neste tópico
 #1
Questão de curiosidade e interesse meu:

Quais JRPGs tem as mecânicas de gameplay, customização de personagem (stats, skills e afins, não aparência), batalhas, etc. mais interessantes para você?

Por exemplo, um dos que mais me agrada, como eu havia comentado em outro tópico:

Grandia com o combate em turnos que inclui movimento sem uma grid, com interrupts, cast times e tal. O sistema de magia e skills divididos em elementos é simplesinho mas bem funcional também, e encaixa bem com a batalha.

Também gosto dos upgrades que o Final Fantasy X fez na estrutura padrão de combates da série, adicionando a interface mostrando a ordem dos turnos, e como cada skill afetaria a ordem. Poder swapar os personagens no meio da luta é um gimmick legalzinho, e o Sphere Grid é um sistema que eu acho que tem bastante potencial (mas não acho que foi tão bem usado assim no FFX).

Eu não sou muito fã de sistemas que faz com que os personagens acabem sendo meio... genéricos. Por exemplo, eu acho interessante vários conceitos do sistema de Materia do Final Fantasy VII, mas eu não gosto do resultado final ser que praticamente todo personagem pode fazer qualquer coisa, o que mais importa são quais Materia você usa.

Outro que eu gostava na época era Vagrant Story, mas esse não envelheceu bem por conta própria (embora o VATS dos Fallout 3 / New Vegas / 4 seja basicamente uma evolução dele, em partes).

Outro aspecto de gameplay que me agrada em JRPGs é poder ver os inimigos no mapa, podendo evitar encontros randômicos (esquivando deles) caso eu queira. Por exemplo: Grandia, SaGa Frontier, Breath of Fire. Jogos com número excessivo de encontros costumam me incomodar (ainda bem que Tales of Phantasia tem um item que reduz a frequência de encontros, não conseguiria terminar o jogo sem ele).
Responder
 #2
(22/08/2015, 15:10)Morgiana Escreveu: Quais JRPGs tem as mecânicas de gameplay, customização de personagem (stats, skills e afins, não aparência), batalhas, etc. mais interessantes para você?

Pra mim é moleza: http://anime-forum.info/showthread.php?tid=917.

(22/08/2015, 15:10)Morgiana Escreveu: Por exemplo, um dos que mais me agrada, como eu havia comentado em outro tópico:

Grandia com o combate em turnos que inclui movimento sem uma grid, com interrupts, cast times e tal. O sistema de magia e skills divididos em elementos é simplesinho mas bem funcional também, e encaixa bem com a batalha.

OK, mas as batalhas são lentas não importa o teu nível. Grandia não é bom pra rejogar sem opção de acelerar o jogo.

(22/08/2015, 15:10)Morgiana Escreveu: Também gosto dos upgrades que o Final Fantasy X fez na estrutura padrão de combates da série, adicionando a interface mostrando a ordem dos turnos, e como cada skill afetaria a ordem. Poder swapar os personagens no meio da luta é um gimmick legalzinho, e o Sphere Grid é um sistema que eu acho que tem bastante potencial (mas não acho que foi tão bem usado assim no FFX).

O Sphere Grid é horrível. Fazer o que quiser com o personagem mata a individualidade do personagem.

(22/08/2015, 15:10)Morgiana Escreveu: Eu não sou muito fã de sistemas que faz com que os personagens acabem sendo meio... genéricos. Por exemplo, eu acho interessante vários conceitos do sistema de Materia do Final Fantasy VII, mas eu não gosto do resultado final ser que praticamente todo personagem pode fazer qualquer coisa, o que mais importa são quais Materia você usa.

É exatamente o Sphere Grid quando você tem nível alto.

(22/08/2015, 15:10)Morgiana Escreveu: Outro que eu gostava na época era Vagrant Story, mas esse não envelheceu bem por conta própria (embora o VATS dos Fallout 3 / New Vegas / 4 seja basicamente uma evolução dele, em partes).

A batalha desse jogo é lenta... dá pra fazer um cafezinho enquanto luta.

(22/08/2015, 15:10)Morgiana Escreveu: Outro aspecto de gameplay que me agrada em JRPGs é poder ver os inimigos no mapa, podendo evitar encontros randômicos (esquivando deles) caso eu queira. Por exemplo: Grandia, SaGa Frontier, Breath of Fire.

Em Grandia é literalmente obrigatório ter isso por causa das batalhas lentas, onde cada um tem sua vez bem metodicamente e os turnos em si demoram.
Responder
 #3
(22/08/2015, 15:15)rapier Escreveu: Pra mim é moleza: http://anime-forum.info/showthread.php?tid=917.
Star Ocean eu gosto também, me fugiu da mente enquanto escrevia o tópico.

Citar:O Sphere Grid é horrível. Fazer o que quiser com o personagem mata a individualidade do personagem.
Sim, por isso que disse que não gostei da forma como a ideia foi implementada no FFX - eu acho que daria para usar a ideia do Sphere Grid de forma que não ficasse tão livre, cada personagem ainda tendo seu individualismo, mas com um pouquinho de liberdade para fazer algumas coisas exóticas.




Outro que gosto é de um random joguinho de RPG Maker chamado Exit Fate, fortemente baseado em Suikoden II. Ele implementa alguns aspectos de combate tático dentro do combate normal do jogo, com até 9 personagens (e até 9 inimigos) divididos em três linhas, com ataques tendo range, area of effect, etc. Eu sou fã de tactics RPGs, então gosto dessa mistura. E gosto de poder ter tantos personagens na party, e o posicionamento deles ser significante.
Responder
 #4
Eu precisaria pensar bastante para comentar sobre qual seria o melhor sistema de batalhas de um rpg entre outras coisas.


Sobre Vagrant Story é o mesmo que penso de FF9, você pode tomar um cafezinho, que iria começar a luta.
Responder
 #5
(22/08/2015, 15:24)skarpzinho Escreveu: Sobre Vagrant Story é o mesmo que penso de FF9, você pode tomar um cafezinho, que iria começar a luta.

FF9 eu nunca rejoguei logo não sei se precisa de fast-forward, mas na época não era rápido.

(22/08/2015, 15:22)Morgiana Escreveu: Outro que gosto é de um random joguinho de RPG Maker chamado Exit Fate, fortemente baseado em Suikoden II. Ele implementa alguns aspectos de combate tático dentro do combate normal do jogo, com até 9 personagens (e até 9 inimigos) divididos em três linhas, com ataques tendo range, area of effect, etc. Eu sou fã de tactics RPGs, então gosto dessa mistura. E gosto de poder ter tantos personagens na party, e o posicionamento deles ser significante.

Não sou fã de RPG tático. Pra mim, um RPG com mais personagens controláveis seria simplesmente pra fazer montinho nos inimigos, e é isso que eu gosto em Star Ocean: mandar todos os personagens pra cima de um só inimigo e matá-lo antes que ele tenha chance de reagir.
Responder
 #6
Eu gosto de rpg quando ele é mais livre, exploração e algo como hack 'n' slash. Nada contra ao básico.

Alguns exemplos são: FF crystal Chronicles série, Alundra e secret of mana serie.
O básico não é ruim, até gosto. Não tem nada de novo e não atrapalha o gameplay. Exempos é: Romancing Saga, Breath Of Fire 2,Mother.
Tem aqueles q eu gosto bastante que é divertido , como o de xenogears com a criação de combo , algo semelhante ao que tem em Hyperdimension Neptunia.
O que eu não curto é lentidão e exagero, como o citado Vagrant Story que parece uma lesma o seu gameplay, e temos Valkyrie profile que de inicio é divertido só que depois é chato e tosco. Não há graça em espancar um mob morto .
Responder
 #7
(22/08/2015, 18:50)skarpzinho Escreveu: O que eu não curto é lentidão e exagero, como o citado Vagrant Story que parece uma lesma o seu gameplay, e temos Valkyrie profile que de inicio é divertido só que depois é chato e tosco. Não há graça em espancar um mob morto .

O overkill de VP dá mais XP, que eu lembre.
Responder
 #8
(22/08/2015, 18:52)rapier Escreveu: O overkill de VP dá mais XP, que eu lembre.

xp pra q ? se brincar dá para zerar o jogo lv10 :v
Responder
 #9
(22/08/2015, 18:53)skarpzinho Escreveu: xp pra q ? se brincar dá para zerar o jogo lv10 :v

XP pra quê? Seraphic Gate.
Responder
 #10
Mecânica boa é Xenogears. Além de vários personagens de um RPG os deathblows são ótimos.
Responder
Páginas (3): 1 2 3 Próximo »

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes